Mostrando postagens com marcador Produtos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Produtos. Mostrar todas as postagens

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Parei de fazer fitagem

Resultado de imagem para fitagem é realmente necessário


Recentemente aprendi uma técnica para finalizar o cabelo e acabei deixando a fitagem de lado por um tempo. Claro que no início fui bem relutante em deixar a técnica que já fazia há anos de separar os cachos em fitas. Mas estou me acostumando. Não fazer fitagem aumenta o frizz, consequentemente o volume, mas ainda assim não tanto como eu queria. Meu cabelo é pouco volumoso mesmo e eu aprendi a respeitar isso também.

Então, fitagem é uma técnica de texturização que deixa os cachos bem definidos, com aparência de mais hidratados e dá vários days afters, que são os dias seguintes. A técnica ajuda o creme a penetrar melhor nos cachos, melhorando a definição, diminuindo o frizz e dando um melhor aspecto, digamos assim, ao cabelo.

Depois de pesquisar um pouco com outras cacheadas.  Descobri uma forma bem prática de finalizar os cachos. Não perde totalmente a definição não, fica com mais volume, seca mais rápido e é realmente mais rápida que fitagem. Faço todo o processo em cerca de cinco minutos, enquanto uma fitagem mais caprichada leva uns vinte minutos.

Funciona da seguinte forma: divido o cabelo em duas partes, como uma Maria Chiquinha, pego uma grande quantidade de creme, aplico em uma mecha, das pontas para a raiz e vou amassando bem para que os cachos se formem. Na raiz continua indo pouco creme, só o que vai sobrando nas mãos. Faço tudo na outra mecha e também amasso. Lembrando que cabelo cacheado "chupa" muito creme, então eu gosto de passar muito creme mesmo e como não é fitagem não vai ficar com aquele aspecto pesado não. Não se preocupem! Outra coisa: jogo a cabeça para baixo, com o cabelo todo pra frente, passando os dedos, penteando. Os dedos devem estar com creme. Amassando bastante para garantir a definição e volume. Depois jogo para trás e deixo secar naturalmente. Seca muito mais rápido do que se tivesse feito fitagem.

Bom, por enquanto estou gostando. Em relação a maciez e a definição não estou tendo muito problema, mas com a quantidade de days after sim! Se desfazem mais rápido, os cachos e o frizz é maior, mas por enquanto estou gostando da rapidez e da não escravidão em relação à fitagem. Estou ainda mais livre, em relação ao meu cabelo e acho também que não fazer fitagem é questão de costume.  Pode ser que eu volte a fazer ou não. Nunca se sabe! E vocês, cacheadas? Fazem fitagem? O que acham da técnica? Compartilhem comigo!



Rafaela Valverde

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Máscara Concentrada da Niely Gold e outras coisas...

Agora quero falar um pouco sobre cuidados com os cabelos. Já tem um tempo razoável que não falo sobre o assunto por aqui. Mas hoje quero falar sobre três coisas: primeiro, sobre a máscara concentrada hidratação chocolate da Niely; depois da tintura que usei no meu cabelo da última vez e por último sobre a mega nutrição que fiz no final de semana.

Vamos lá? Primeiro, essa máscara é muito boa e barata. O pote de 1kg custou cerca de vinte reais.  Promete hidratação, mais brilho e cabelo com fragrância glamourosa.Além de resultado imediato e profissional, emoliência e desembaraço. É indicado para todos os tipos de cabelo. Contém MaxQueratina e extrato de cacau, além de 13 aminoácidos similares a queratina, inclusive a Arginina.

O modo de utilizar é quase igual a todas as outras máscaras: Lavar,  aplicar em pequenas mechas, enluvando bem para penetrar nos fios e enxaguar. O tempo de ação é de três minutos, ou seja pode ser usada no banho também. É como geralmente hidrato meu cabelo. Caso esteja mais ressecado, pode deixar quinze. Assim é o que indica a embalagem. Eu aplico um condicionador depois para fechar as cutículas. Faz diferença!

Agora o que achei do produto: muito bom. Compensa muito. Quando a gente aplica no cabelo já sente a diferença e o primeiro impacto é a emoliência. Sim, a máscara praticamente desembaraça o cabelo sozinha. E olhe que meu cabelo embaraça muito, Mas com a máscara foi mais tranquilo. Sabendo aplicar direitinho, com mechas finas e enluvando bem, o resultado é maravilhoso. O cabelo fica macio (eu amo cabelo macio) definido, com aspecto de hidratado mesmo e com muito brilho. É um brilho realmente muito bom. Gostei e recomendo, viu?




E por falar nessa máscara, quero dizer que a utilizei para  fazer uma mega nutrição/ hidratação com aveia. Pois bem, fiz um mingau com a aveia (sem o leite), mexi até engrossar e logo que tirei do fogo peneirei e aquele gelzinho que foi saindo coloquei em um pote plástico junto com uma colher e meia dessa máscara e a mesma quantidade de azeite de oliva. Conforme uma receita que vi na internet, passei no cabelo antes de lavar, como se fosse uma umectação, passando em mechas finas, enluvando. Senti a maciez do cabelo na hora. Nem tive muito trabalho para desembaraçar. Coloquei um saco plástico e deixei mais ou menos uns quarenta minutos. Depois lavei com shampoo e condicionador normalmente. O resultado foi incrível. Muita definição e brilho. Sinto logo a nutrição também, o cabelo fica diferente.

Agora vou falar da tintura. Então, em abril retirei a tinta preta do meu cabelo, como vocês já sabem. Descolori e joguei um castanho claro por cima. O meu cabelo é um castanho médio. Mas há alguns anos não sei como é a cor original dele. Então a retirada do preto foi com essa intenção, voltar a cor natural. Mas andei numa maluquice  de querer ficar loira sozinha em casa e acabei clareando com um loiro bem claríssimo. Não ficou legal. Manchou, ficou alaranjado. Estava me sentindo muito feia e resolvi cobrir e realmente respeitar a cor natural do meu cabelo.

A tintura que utilizei das duas vezes foi Biocolor. É bem baratinha e resolvi experimentar. Agora, dessa vez para cobrir a cor mais clara foi essa cor abaixo. Comprei esse louro escuro clássico porque segundo a funcionária da farmácia onde comprei as tinturas com final zero possuem melhor cobertura. E realmente cobriu muito bem, cobriria melhor se eu tivesse comprado duas, mas ainda assim gostei do resultado. É uma boa tintura e vem acompanhada de um condicionador para usar uma vez por semana durante quatro semanas. Esse condicionador é bem legal e deixa o cabelo bem hidratado. É isso, decidi respeitar o volume e cor naturais do meu cabelo. E agora desisti de mantê-lo médio. Quero ficar com cabelão!

Resultado de imagem para biocolor louro escuro clássico



Rafaela Valverde

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Tinder

Resultado de imagem para tinder

Sempre tive uma relação meio conturbada com o Tinder e já devo ter escrito sobre isso aqui. Mais uma vez, pela milésima vez eu apaguei minha conta ontem e excluí o aplicativo. Claro que eu acho que todo mundo sabe o que é o Tinder, mas eu vou aqui defini-lo como um aplicativo para procurar pessoas para transar.

Foi só o que encontrei nesses dois anos que utilizei o aplicativo. Pessoas para transar. E mal. E olhe lá. Porque eu não sei o que esse povo acha que é transar, mas isso é assunto para outro texto. Enfim, eu não quero mais conhecer ninguém através do Tinder e nem de nenhum outro aplicativo do tipo. Eu não tenho mais paciência pra ficar falando com estranhos: "oi, tudo bem?" E ir conhecendo a pessoa, destrinchando sua vida e me aproximando. Já fiz isso muitas vezes e até conheci pessoas legais. A última pessoa que conheci e comecei a conversar pelo Tinder nem em Salvador mora, mas o papo fluiu, foi além do raso cumprimento e conversamos desde cabelo até questões mais picantes e secretas de nossas vidas.

Quando chega assim é muito bom. Costuma ser menos vazio. Mas é muito raro e essa é a graça. Pois bem, continuando a falar sobre o aplicativo e minha relação com ele, o que eu quero dizer é que ultimamente tenho andado mais retraída em relação a sair com pessoas desconhecidas. Além disso, só estava usando o Tinder para me divertir. Como? Rindo da cara dos omi. São muitas coisas bizarras, fotos ridículas. Perfis com  cachorros, gatinhos e até bebês. É muita gente esquisita. Já vi até fake com foto de um modelo que já tinha visto no Google antes. AFFF omis!

Fora os malhados ou pseudo-malhados, os que tiram foto no carro ou do carro. Eu queria muito poder expressar a minha cara aqui nesse texto em relação a isso. Mas, seguindo... Então, eu perdi minha paciência com papos vazios e pessoas idem. É tudo meio bizarro. Já usei e não vou ficar aqui cuspindo no prato que comi, só não quero mais. Quem continua usando, massa. Liberdade! E também, como já disse, minha relação com o aplicativo é bem confusa. Pode ser que daqui a uns meses eu decida baixar de novo e usar. Liberdade!

Enfim, só quero dizer mais uma coisa sobre as pessoas que utilizam o Tinder. Na verdade sobre os homens que utilizam. Se vocês são casados não usem o Tinder. Tá feião ver tanto homem casado e próximo num aplicativo pra pegar pessoas. Se quer ter vida de solteiro não case. E se casou exclua o tinder. Porque eu tô com muita vergonha alheia de vocês.

É claro que a vida amorosa-sexual não depende só do curtir, descurtir, matchs e bate papo do Tinder. Há muito mais que isso aqui fora e é nisso que vou tentar me agarrar por que eu nem sei como trocar olhares com alguém. Mas preciso aprender! Já! Fora Tinder!




Rafaela Valverde

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

Mini resenha creme para pentear Niely Gold Mega Brilho

Comprei dia desse o creme para pentear da Niely Gold Mega Brilho. Nunca tinha usado creme para pentear dessa marca, mas resolvi comprar para experimentar. Ele custou 7.99 e tem Max Queratina e promete brilho diamante (3 vezes mais brilho) e alinhamento das cutículas, com ação anti-opacidade. E é principalmente indicado para cabelo opacos e sem brilho, obviamente.


O creme possui filtro UV e a fórmula MaxQueratina contém 13 aminoácidos similares a queratina da fibra capilar, entre eles a Arginina, que age reestruturando os fios. Essa é a descrição que está atrás do produto. E agora o que eu achei: primeiro o cheiro é muito bom e fica um bom tempo no cabelo.Além disso, deixa os cachos macios e definidos e sim, o brilho fica muito bom. Creme aprovado!



Rafaela Valverde



sábado, 26 de agosto de 2017

Hidratação de amido de milho

Fiz uma mega hidratação hoje. Com amido de milho, máscara e uma ampola de vitaminas.  Vou explicar direitinho: Dissolvi uma colher de amido em meio copo de água, depois fervi mexendo sempre como se fosse um mingau até chegar nesse ponto aí. A dica para não embolar é justamente dissolver antes e mexer bem em fogo médio/baixo.


Em seguida deixei esfriar. Coloquei na geladeira uns minutinhos para esfriar mais rápido. Em seguida, misturei uma colher dessa máscara abaixo, que é muito boa (e barata!) da marca Monange. Já fiz resenha sobre ela aqui no blog. Esta resenha aqui ó: Resenha Monange.


Misturei com essa ampolinha que custou 1,50  com as vitaminas  A, E e B5. promete devolver a maciez e a força, regenerando e hidratando os fios.


 Misturei tudo e depois de lavar o cabelo separei em mechas pequenas e fui aplicando a hidratação, enluvando bem e desembaraçando com o pente. Quanto mais finas forem as mechas e quanto mais produto for aplicado nelas melhor o resultado. Isso é comprovado por mim. Hahaha Nada de pão durice, taca lhe hidratação e enluva bem. Mas depois enxágua bem também. Depois passei um condicionador que veio com a minha tintura. Depois falo sobre ela aqui.



Rafaela Valverde

Como cuido do meu cabelo

Resultado de imagem para cuidados com o cabelo

Hoje tirei o dia para falar de cabelo e esse primeiro texto é sobre como eu cuido do meu. Já fiz esse texto aqui anteriormente mas agora quero repetir porque mudei algumas coisas. Então, a primeira coisa é lavar o cabelo a cada três ou quatro dias. Eu faço isso por que sei que mantendo meu cabelo limpo evito problemas no couro cabeludo, além disso, manter o cabelo sempre limpo e lavar a cabeça massageando com as pontas dos dedos fazendo movimentos circulares estimula o crescimento.

O segundo cuidado que tenho com meu cabelo é sempre que lavo, hidrato. é muito raro eu lavar o cabelo e não usar pelo menos aquelas máscaras de ação rápida, de três minutos. Hidratação sempre. Além disso, às vezes faço umectações  com óleos e uso vinagre de maça no couro cabeludo para evitar fungos e também pelo cumprimento. O vinagre de maçã dá brilho e ajuda a fechar as cutículas.

Sempre invento alguma hidratação mais caprichada nos finais de semana que é quando eu posso ficar mais tempo com elas na cabeça. Geralmente fico 40 minutos com essas hidratações mais encorpadas. Enxáguo bem, mas bem mesmo e depois passo condicionador. Sim, condicionador depois da hidratação, ele encerra o processo e fechas as cutículas que foram abertas pelo xampu e tratadas pela máscara. E por falar em xampu: pouca quantidade, hein! E só na raiz. Nada de shampoo nas pontas, já que ressecam. No momento do enxague, que o shampoo descer, ele lava o comprimento. Ah, ao menos uma vez a cada quinze dias, lavo o cabelo com a cabeça pra baixo, no tanque. Dizem que também estimula o crescimento.

Ás vezes, quando faço umectação ou quando percebo que o cabelo está mais sujo, faço duas aplicações de shampoo, mas enxáguo bem e como já disse, quase todas as vezes eu hidrato. Por último: quase sempre que vou tomar banho e não vou molhar o cabelo, eu uso um saco plástico para que a umidade não enfraqueça os fios e nem destrua minha definição, hahaha. E quase sempre durmo com uma camisola velha de cetim enrolada no travesseiro. Esse é o cuidado que eu menos tenho porque não sofro muito com frizz não. É isso. Esses são os principais cuidados que tenho com meus amados cachos.

Rafaela Valverde

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Hidratação de café

Resultado de imagem para hidratação de café

Fiz no último final de semana a hidratação de café que já tinha ouvido falar há um tempo. Gostei do resultado e vou contar aqui para vocês como fiz, como apliquei e o resultado. Vamos lá!

Peguei duas colheres de máscara que eu tinha aqui. Ou seja, pode ser a máscara hidratante que você já usa. Depois, duas colheres de pós de café normal, sem  ser solúvel, uma colher de mel e duas de azeite de oliva extra virgem. Misturei bem e apliquei no cabelo. Dividi em pequenas mechas e fui enluvando. Fiz uma sujeira danada. Quando terminei estava toda suja de café. Os braços, o pescoço... Mas vale a pena!

Deixei cerca de quarenta minutos e enxaguei bem. Precisa de um tempinho, paciência e muita água para tirar todo o produto da cabeça. Depois de enxaguar, passei condicionador nas pontas e deixei cerca de dois minutos, penteando com os dedos. Enxaguei bem e depois finalizei normalmente.

O resultado que eu tive com essa hidratação maravilhosa foi brilho, definição, maciez. O cabelo ficou muito bom, como já há algum tempo eu não via. Amei o resultado e mesmo hoje, depois de já ter lavado de novo o cabelo ainda continua macio e com um brilho incrível. E creio que a hidratação deve nutrir o cabelo também, já que o café tem muitos minerais, além dos nutrientes do mel e do azeite. Fica um pouco de cheiro de café, mas não muito forte. Pelo resultado que dá, vale muito a pensa. Recomendo essa hidratação.


Rafaela Valverde

sábado, 24 de junho de 2017

Creme de tratamento Monange - Hidratação Intensiva

O creme de tratamento que usei na minha hidratação recente foi o da Monange, da embalagem rosa. Ele promete hidratação intensiva, mais nutrição. a embalagem informa que ele é condicionador e sem sal, além de conter o "inovador ingrediente Bio Form e extrato de oliva, que aliados à formulação, combatem os quatro sinais de ressecamento dos fios".

O produto promete mais hidratação e selar profundamente a estrutura do fio, melhorando aparência e textura. E tudo isso e três minutos. Que é o tempo de ação indicado na embalagem. Fora que a textura é ótima, viro o creme e ele não cai. O cheiro é normal, não é ruim, enjoativo nada. E promete o que cumpre, preciso dizer!

Eu não sei exatamente qual o valor unitário, mas sei que é bem baratinho. Uns seis golpinhos. Eu não sei porque comprei numa promoção incrível: dois shampoos, um condicionador e esse creme por 22,00. Hahahaha amo promoção assim! 

O que eu quero dizer desse creme é que ele virou meu novo queridinho. Ele é muito bom. Não vou mais deixar de comprar, funcionou bem no meu cabelo e hidratando direitinho, com as técnicas certas, o resultado é visível. E a partir da aplicação, já se nota. Dá para ter cabelo bonito e bem tratado com pouco dinheiro.


Rafaela Valverde

Estava hidratando meu cabelo errado!


Eu estava hidratando meu cabelo errado. Eu estava fazendo tudo muito errado com meu cabelo. Estava sentindo que ele estava constantemente ressecado por mais que eu hidratasse. Vendo um vídeo da Mari Morena sobre os erros cometidos durante a aplicação da máscara no cabelo e descobri ou percebi que eu estava cometendo muitos daqueles erros.

O principal erro foi não separar o cabelo em mechas menores para aplicar o creme, Eu estava basicamente separando o cabelo em duas ou três partes e jogando o creme, enluvando mentirosamente. Rsrsrs Então, já sabe que o resultado não estava sendo nada satisfatório, não é mesmo? Então, eu também estava aplicando a máscara hidratante  com o cabelo encharcado, estava passando do tempo indicado na embalagem e não estava passando condicionador depois de enxaguar.

Pois bem, decidi fazer isso diferente. Sequei um pouco o cabelo antes de aplicar e depois de lavar. Tirei o excesso de água com minha camisa de algodão, aí depois separei mechas bem finas e enluvei bastante. Segui o tempo indicado na embalagem que eram três minutos e enxaguei bem, aplicando depois o condicionador nas pontas e penteando com os dedos por mais ou menos um minuto.

Então, é outro cabelo. Só com essas pequenas mudanças na aplicação das máscara. O cabelo está definido, macio, com aquele aspecto de hidratado que há algum tempo não conseguia. Além do brilho, claro. Gostei bastante disso e não vou deixar mais de fazer essas pequenas coisas. Pequenas, mas que dão muita diferença. Vou deixar de ser relapsa com meu cabelo. Daqui a pouco posto sobre a hidratação que usei. Fiquem ligados!



Rafaela Valverde

terça-feira, 2 de maio de 2017

Tirei a tinta preta do cabelo

 Depois de dois anos, finalmente tomei coragem e atitude para tirar a tinta preta do cabelo. Maldita tinta preta. Pintei de preto em março de 2015 para cobrir o vermelho. Fiquei ruiva uns meses e enjoei, além disso meu cabelo estragou muito e desbotava com facilidade, assim decidi mudar radicalmente. Fui morena por dois longos anos e confesso que já não aguentava mais.

Como eu estava há cerca de um mês

Depois de chegar no limite do tédio em ser morena, comecei a pesquisar formas de tirar a tinta preta do cabelo. Esse era o primeiro passo. Mas é um processo bastante agressivo, já que é utilizado descolorante. Fiz aos poucos, a aplicação da mistura de pó descolorante e água oxigenada de 40 volumes. Tudo de farmácia mesmo, mas saibam que o meu cabelo estava bem cuidado antes do processo e segue sendo bem cuidado, com hidratações e nutrições semanais. Se for fazer algo do tipo em casa aconselho que trate muito bem o cabelo antes e tenha certeza que ele realmente vai aguentar. Comprei, na última aplicação, a que realmente abriu meu cabelo, um pó sem amônia, pois já havia sentido que a amônia do pó anterior já havia "amansado" meus cachos, deixando sua estrutura mais "lisa". Perdeu um pouco os cachos, mas recupero aos poucos. Mais uma vez: não estou incentivando que ninguém faça isso em casa. Porque sim, são processos agressivos e que podem dar errado. Faço porque sou doida e faço doidices no meu cabelo desde criança e sei o limite dele. Além de saber como recuperar depois.

Enfim, depois de umas duas aplicações  de descolorante no cabelo todo, ele abriu e o preto praticamente saiu todo. Depois de uns dias, depois de umectações e hidratações  eu comprei a tintura que costumo usar, Loreal Casting Creme Gloss castanho claro,  sem amônia, essa aqui:


E passei por cima do cabelo descolorido. Confesso que fiquei com um pouco de medo de estragar mais meu cabelo, apesar de ser sem amônia e deixei só uns vinte minutos mesmo. Acho que nem chegou a vinte. Mas consegui obter um bom resultado e amei a cor. É um marrom, mel, não sei bem explicar, só sei que gostei. O importante que consegui tirar a tinta preta da minha vida e mudei o visual como sempre gosto de fazer. O resultado é esse:


Essa foto está muito clara porque a luz bateu bem em cima, não sei muito bem se vai dar para ver a cor, mas ao longo do tempo vou postando mais fotos para que vocês vejam como estou agora. É isso, gente. Fiz mais uma loucura e deu certo. Logo, logo passo por aqui trazendo notícias do meu cabelo.



Rafaela Valverde


sexta-feira, 24 de março de 2017

Creme para pentear Salon Line SOS Bomba de Vitaminas


Agora quero falar sobre creme de cabelo. Eu amo comprar cremes novos e compartilhar com vocês a minha vida de cacheada.  Então, há algum tempo que eu não comprava um creme tão bom assim. Esse creme para pentear da Salon Line é muito bom. Cheiroso, com textura e rende. Deixa um brilho incrível  e um volume maravilhoso no meu cabelo. Fora a maciez. Sinceramente, nenhum outro creme deixava meu cabelo assim. Nem o da Seda, que é meu preferido há anos.

O nome do creme é SOS Bomba de vitaminas e explosão de força. Ele promete fortalecimento do cabelo, redução da queda, hidratação, desembaraço e brilho. E cumpre! Ele contém whey protein, vitamina A, óleo de rícino e D- panthenol, ingredientes que promovem nutrição e hidratação aos fios. O whey protein é rico em aminoácidos com forte poder restaurador; a vitamina A auxilia no crescimento saudável  dos fios; o óleo de rícino auxilia no combate a queda por quebra dos fios, fortalecendo -os e o D- panthenol  da força ao cabelo, hidrata e combate o ressecamento. Realmente é um bom creme e o cabelo fica bem hidratado em todos os days afters.

Enfim, o creme cumpre o que promete. Custou 17,90 e tem 500 ml. Ele rende bastante, porque já com uma pequena quantidade ele já dá o efeito esperado. Gostei bastante. Na foto abaixo deixei até o preço para vocês conferirem. Mas eu até já achei mais barato. Virou queridinho agora e sempre vou comprá-lo. Recomendo!






Rafaela Valverde

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Às mulheres que se cuidam II


Há alguns dias escrevi um texto falando sobre as mulheres que se cuidam, sobre nós mulheres que nos cuidamos tanto e algumas consequências disso, especialmente para os lucros de grandes empresas e para a péssima saúde do planeta. Pois bem, o texto foi escrito para ter essa continuação que vos fala agora.

Eu me cuido, eu uso maquiagem, apesar de ser muito raro, eu uso hidratante na pele, protetor solar, sabonete, shampoo, condicionador, cremes de cabelo, óleo, esmalte, acetona, etc. O que queria discutir era sobre o excesso de produtos que existem para mulheres, enquanto para os homens quase nada. Parece que só vagina precisa de cuidados!

É isso que nós mulheres precisamos ter em mente. A nossa vagina não fede. Ela tem seu próprio cheiro, além disso, os homens também precisam se cuidar e estar limpinhos e cheirosinhos. Não somente as mulheres. Há também a questão do tanto de lixo que a gente gera com todos esses produtos. É muito lixo, é muito plástico. 

Eu tenho ouvido falar do coletor menstrual, por exemplo. Ele é uma das formas de ter nosso momento feminino sem poluir muito o meio ambiente, sem deixar tanto lixo para nossos netos. Mas eu ainda estou muito pensativa em relação a eles, já que eu não sei se me adaptaria. Não uso nem absorvente interno, não consigo, incomoda demais. Então como usaria um copinho de silicone dentro da minha cavidade vaginal? É meio estranho falar sobre isso aqui no blog, mas é importante que mulheres discutam sobre produtos fabricados para elas. Refletir sobre o porquê de tantos produtos para higiene e beleza feminina. Será mesmo que precisamos tanto assim deles? Ou será que eles precisam de nós?



Rafaela Valverde

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Às mulheres que se cuidam


Não sou das mulheres que fica no espelho procurando rugas e defeitos. Tenho quase 28 anos e fora minha "sedentarice" que me incomoda um pouco,  mais devido a minha falta de ânimo e falta de fôlego ao subir uma escada, não ligo para muita coisa relacionada a aparência e envelhecer. Eu só uso protetor solar na praia e no dia a dia apenas em minhas tatuagens que são expostas. Eu não faço esfoliação, nem uso cremes no rosto, etc.

Não que eu não seja vaidosa ou não me cuide ou que ache perda de tempo. Acho bacana as meninas que se preocupam com essas coisas, mas eu simplesmente não consigo, não quero, não tenho saco. E não tenho tempo. Acordo cinco da manhã para sair antes de seis para estar na aula às sete. Imagina se eu ainda fosse passar protetor solar.

Achei que com o passar dos anos essa minha displicência com essas coisas fosse passar, mas cada ano que fico  mais velha, fico mais preguiçosa. Na verdade há algumas coisas que acho besteira e realmente não sinto necessidade de fazer. Protetor solar eu até acho importante, mas ainda sim sinto preguiça. E é claro que a questão financeira pesa bastante. Protetor solar ainda é caro, ainda não é acessível para todos e eu tenho outras prioridades.

Já repararam como hoje em dia as pessoas andam tão dependentes de coisas assim? Protetor de calcinha, sabonete íntimo, creme para rosto e para as mãos, além do hidratante corporal e esfoliante para os pés... Afff. E ainda tem os hidratantes e redutores de cutículas, óleos fortalecedores para as unhas, adstringente,  desodorante íntimo, primer, cílios postiços e mais trezentas quinquilharias desnecessárias que usamos. 

Já repararam também que a maioria desses produtos são para nós mulheres? Nós movimentamos muito a economia mundial. E ao ver dos empresários  e fabricantes desses produtos nós somos podres e fedorentas também. Precisamos de coisas que os homens não precisam e ainda pagamos mais caro! Esse é o capitalismo que inventa necessidades e a gente adere de forma que parece tão natural que parece que a gente realmente precisa dessa imundície inútil que enche o planeta de lixo, já que a maioria de todos esses produtos são embalados por plástico, que leva 100 anos para se decompor na natureza.

Não estou aqui querendo julgar ninguém, nem mesmo a mim. Estou apenas fazendo uma reflexão acerca de assunto que é tão próximo e ao mesmo tempo tão distante de nossas vidas, já que não nos interessamos muito em discuti-lo. E não interessa aos empresários, publicitários e todos que ganham muito dinheiro com todo esse "cuidado" que temos com nosso corpo.



Rafaela Valverde

sábado, 28 de janeiro de 2017

Minha paixão por música e o Kid Abelha Acústico MTV


Obviamente não sou crítica musical, mas escuto música, mas escuto mesmo. Minha vida toda. Mais de vinte anos que escuto muita música. Minha mãe ouvia de Bee Gees a Luis Caldas. Ela ouvia também muitos hits pop nacionais e internacionais dos anos 80, como a jovem mãe que era. Sempre fui muito apaixonada por música. Virei fá de Marisa Monte aos 11 anos depois de ouvir Amor I Love You senti que eu tinha que saber mais daquela mulher tão afinada. E descobri. Acompanho Marisa até hoje.

Mas há muitos outros artistas que eu acompanho desde a pré adolescência, um deles é a banda Kid Abelha. Estou ouvindo o disco acústico MTV exatamente agora. Esse disco foi gravado em 2002. Eu tinha treze anos. E ele para mim é muito especial. Marcou minha adolescência. O Acústico MTV do Kid Abelha é uma compilação básica dos maiores sucessos do Kid. E nesse momento em que foi lançado, eles voltam à vida da gente e as rádios com Nada Sei. Esse hit estourou na época.

Eu escutava uma vizinha ouvindo e viva pedindo a minha mãe para comprar porque eu queria conhecer mais a banda. Minha mãe um belo dia chegou com uma cópia pirata - não julguem minha mãe, era 2002, vocês sabem quanto custava cds naquela época? - além disso, não tínhamos tanto dinheiro. Até hoje não temos, hahaha. Mas, enfim. Vou contar a história desse disco.

Como eu já havia dito, minha mãe me trouxe esse disco um dia e eu fiquei enlouquecida. Mas depois de um tempo o cd se acabou, arranhou, sei lá, nem lembro direito. Só sei que se perdeu e eu não pude mais ouvi-lo. Mas uns anos depois eu consegui comprar o original, naqueles balaios das Lojas Americanas, baratinho. Comprei com meu salário do Mc Donald's no ano de 2006. Lembro bastante desse dia que tem exatamente onze anos e eu era uma menina tão inocente, cheia de sonhos. Lembro que fiquei muito feliz nesse dia e tenho meu Cd até hoje. Quando peguei para escutar, vi a data e tive a ideia de compartilhar essa história com vocês. É isso. Música é demais. Música é poesia!


Rafaela Valverde


segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Ativador de cachos Salon Line e Máscara de Hidratação Profunda da Niely

Já tem um tempo que comprei esses produtos, mas a vida está corrida demais. Muitas coisas da faculdade para fazer e com esse calor aqui em Salvador e eu acordando às cinco da manhã, só tenho vontade de dormir. Mas hoje  vim postar produtos capilares bons e baratos para vocês. Vamos lá! O primeiro de hoje é o ativador de cachos intensos da Salon Line. Esse aí ó:



É um creme sem enxágue e promete hidratação intensa. SOS Umidificador: sem frizz, uso diário, filtro UV, reduz o volume. Essas são as promessas do creme e ele até que cumpre bem, a parte do volume até demais, meu cabelo fica meio lambido demais para o meu gosto e o frizz também não senti diminuição, mas como frizz é algo que não me incomoda muito, eu não ligo.

Ele tem  cera de abelha  e óleo de coco, o que traz hidratação e nutrição para os fios. E ele é bem oleoso, mas não fica pesado no cabelo, para mim a melhor parte. Tem um cheiro bem gostosinho, sim porque sou das que compram creme e qualquer coisa para meu cabelo pelo cheiro. O creme ativador de cachos promete ainda "cachinhos definidos" além de brilho e hidratação. Ele é grande, tem 500 ml e custou 16,99 o que é muito bom, pois dura bastante.

Não sei se comprei o creme certo para o meu cabelo, que me parece ser entre 3b e 3c e ele é mais indicado para cabelos crespissísmos e crespos, mais para os tipos a partir do 4. Mas ainda assim estou usando, claro porque não posso jogar fora, e estou gostando. Confesso que no início não gostei muito não. Não definiu como eu gosto e os days aftesr não foram bons. Ainda não tenho muitos bons days afters, porque desmantela rápido os cachos, mas a definição está boa, a hidratação e o brilho também muito bons. No geral, é um bom creme ativador de cachos. Sabendo usar, ele forma os cachos bem definidinhos mesmo. Gostei!

O outro produto, que comprei no mesmo dia que esse creme, é a máscara hidratante da Niely para cachos. Essa aí: 


A máscara hidratante da Niely promete um resultado imediato. Além de hidratação profunda para os cachos. Tem óleo de karité e Max Queratina, que é um exclusivo complexo de tratamento com aminoácidos que promovem sedosidade e resistência aos fios. O óleo de karité promove nutrição aos fios com resultado profissional. Tratamento intensivo, brilho, sedosidade e controle de volume.

Eu adorei essa máscara. Desde o início que usei já notei uma hidratação profunda. Já usei no banho como hidratação rápida e já usei como banho de creme, com um plástico na cabeça. As duas formas são boas de usar. No banho, mesmo rapidinho hidrata bastante. O cabelo fica mais definido, macio, com brilho. Realmente hidrata mesmo. Gostei. Eu não lembro exatamente quanto custou, mas acho que foi 19,99, realmente não tenho certeza, mas é nessa faixa. Espero que  esses produtos continuem bom assim. Gostei mais da máscara que do creme de pentear. Amei!



Rafaela Valverde



sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Não saio mais de casa sem batom


Eu tomei uma decisão. Sabe aquela decisão mais simples possível, mas que pode mudar a rotina e a vida da gente? Pois é, a minha decisão é simples: eu não vou sair mais de casa sem estar brilhando e me achando bonita. Eu decidi que eu não vou sair de casa sem passar pelo menos um batom. Não que eu ache que eu não seja bonita naturalmente, mas é que afinal de contas eu tenho mais de vinte batons e eles dão um tchan a mais no visual.

É claro que têm dias e dias. Nem todos os dias a gente está a fim ou com tempo de se pintar. Mas que ajuda a gente se sentir mais bela, ajuda. Eu amo batom, eu adoro chamar atenção onde eu chego e eu adoro me sentir bonita. Eu me acho linda e é claro que preciso de coisas que incrementem minha beleza.

Se sentir bem com a gente mesmo é o primeiro passo para ser feliz e é a melhor coisa que pode acontecer. A gente sai de casa, com a boca pintada, os cílios levantados e os cabelos esvoaçantes. Não tem quem derrube a gente dessa forma. A gente se sente poderosa. A boca vermelha, rosa, marrom, roxa, azul, mate ou brilhosa. Não importa! Não há quem nos faça titubear. É o poder. É nossa auto estima, nosso amor próprio e é nossa feminilidade, nossa boca pintada. É nossa capacidade de ser melhor e tentar fazer o melhor. É viver e curtir a vida.

Sim, não saio mais sem pintar minha boca. Vou evidenciar meu poder pelas ruas dessa cidade.


Rafaela Valverde

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Odeio shopping!


Eu odeio shoppings. Aqueles corredores labirintosos intermináveis. Não sei quem inventou que shopping é coisa de mulher, ou que mulher adora ir ao shopping. Eu tenho mais o que fazer do que ficar andando para lá e para cá dentro de shopping. Dia desse me perdi naqueles corredores para depois descobrir que eu estava bem perto de onde queria ir e andando só fiz me afastar ao invés de chegar.

É claro que eu vou ao shopping. Eu não posso ser hipócrita e dizer que: "nossa, eu sou uma natureba reclusa que se recusa a ir ao shopping." Não, não é a  minha pretensão. E não, eu não sou natureba e nem reclusa. O que quero dizer é que eu e os shoppings não combinamos muito bem. As pessoas ultimamente parecem que andam em um transe, um tipo de "zumibilização" retardante e andam devagar. Muito devagar.  Especialmente dentro do shopping, até porque eles foram construídos para isso mesmo, para que as pessoas pudessem andar devagar e ver as vitrines. As pessoas desfilam, param bem no meio dos corredores e andam com a cabeça baixa enterrada no celular. É uma das coisas que mais me irritam em um shopping, especialmente em datas como a que se aproxima que é a época de final de ano.

Não vou negar que shopping é prático e razoavelmente seguro. Pelo menos comparado com as ruas é mais seguro. Mas  só vou fazer esse tour de mau gosto em casos de extrema necessidade. Pagar contas, sacar dinheiro, usar o banheiro, curtir o cinema ou praça de alimentação são coisas que geralmente eu faço em um shopping. Mas não muito, não sempre. Quase nunca aos domingos. Eu acho que só fui ao shopping aos domingos umas quatro vezes na vida. 

Eu não gosto de muita gente falando, andando e sorrindo ao mesmo tempo. Parece uma vila feliz.Vila dos mentirosos. Vila dos compradores. A vila que sustenta o capitalismo. óbvio que o capitalismo é o sistema em que todos nós vivemos e ao qual não estamos dispostos a abrir mão. Mas shopping é um dos seus símbolos e irritante. 

No shopping você pode ser observado e observar. No shopping você não está sozinho e ao mesmo tempo é tão solitário. No shopping é possível encontrar pessoas, falta de educação, ladrões (sim!), frustração por não conseguir comprar tudo o que se quer. Mas também no shopping é possível encontrar boa comida, confraternização, filmes e livros, conforto e banheiros limpos.

Mas ainda assim eu odeio shopping.


Rafaela Valverde

domingo, 6 de novembro de 2016

Umectação capilar com aveia e banana

.
Ontem fiz uma umectação de aveia e banana. Eu queria fazer alguma coisa no cabelo, mas não sabia exatamente o que. Daí inventei. Tinha um pouco de aveia em farelo e com ela fiz um mingau simples. Fui mexendo até engrossar. Usei cerca de duas colheres de aveia (era o que tinha) e um copo de água mais ou menos. Dissolvi antes de levar ao fogo para não embolar. 

Depois que engrossou desliguei o fogo e coloquei o mingau em uma vasilha plástica. Confesso que não deixei esfriar muito pois estava com pressa. Mas o ideal é que esfrie todo antes de colocar qualquer outra coisa para que não perca tanto as propriedades. 

Então eu amassei uma banana bem amassadinha com o garfo e misturei ao mingau de aveia. Mexi bastante até ficar mais branquinho e o cheiro de banana ficar forte. Em seguida coloquei uma tampinha de Bempantol líquido que também é um produto maravilhoso para o cabelo. Mas pode colocar mel, azeite de oliva, ou óleo de coco.

Eu às vezes invento umas hidratações caseiras e dão certo. Ficam bem bacanas. Ontem, nesse caso eu fiz como uma umectação e fui passando em mechas com o cabelo seco. Depois envolvi a cabeça em um plástico e fiquei cerca de 40 minutos. Depois lavei duas vezes com xampu para tirar o excesso de farelo e  passei condicionador normalmente.



Quis mesmo nutrir o cabelo, mas percebi uma hidratação também. O cabelo tem brilho e maciez. Gostei bastante do resultado. E pesquisando encontrei alguns benefícios da banana: ela é rica em potássio, repara e hidrata o cabelo devido à água  e os óleos contidos nela e tem muitas vitaminas além de zinco e ferro. 

A aveia, por sua vez, é rica em cálcio, ferro, magnésio e muitas outras vitaminas. Além de proteínas. Essas substâncias no cabelo ajudam a nutrir, hidratar  e fortalecer os fios. O bempantol, todas ou quase todas as cacheadas conhecem, tem vitamina B5 e antes era utilizado apenas para tratar assaduras de neném e outros problemas de pele, mas pode ser utilizado também nos fios agindo contra o ressecamento  e tratando possíveis danos, além de fortalecer os cabelos. O bempantol pode ser aplicado diretamente nos fios ou como eu fiz, na máscara hidratante ou umectante. É isso! Receitinha boa e barata para cuidar dos nossos cachos!


E aí? Gostaram? Façam essa e outras receitinhas capilares que eu já fiz e me contem. Elas estão todas aqui no blog na categoria cabelos. É possível cuidar bem dos nossos cabelos e ter cabelos bonitos gastando pouco.




Rafaela Valverde

quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Espelho de farmácia


Eu estava me sentindo mal e desci para comprar um remédio para náuseas - não sei como chama - tudo agora tem nome específico, até remédio. Que porre. A farmácia ficava na esquina, a poucos metros de casa. A luz do sol estava me incomodando por isso lembrei de pegar os óculos de sol, o que nunca faço. Aliás o dia estava lindo: céu azul praticamente sem nuvens, constatei assim que fechei o portão do edifício antigo onde me escondia há seis anos.

Um belo domingo de sol e eu de ressaca, que ótimo. Acelerei o passo e em poucos minutos cheguei à farmácia que estava vazia, já que ainda era cedo e todos os meus vizinhos deviam estar na cama, dormindo ou não, e preparando seus festivos e barulhentos almoços de domingo. Comprei o remédio "antiseiláoquê" e me olhei num espelho enorme que havia na parede da farmácia. De quem é essa ideia idiota de pendurar espelhos em farmácia? É para olharmos a nossa aparência quando estivermos em fase terminal?

Continuei ali me refletindo no espelho, olhando minha cara de bêbada quando vi de repente o rosto de uma velhinha pelo espelho. Ela me olhava e sorria mas não mostrava os dentes. Ela era bem velhinha e tinha o cabelo todo branquinho. Ela vestia um casaco vinho grosso de lã e uma calça preta, além de sapatos. Estranhei os trajes em um calor terrível daquele, mas logo encontrei o que poderia ser motivo: havia um tubo em seu nariz descendo pelo pescoço e enfiado por dentro do casaco. Fiquei sem graça e me virei para ela.

Ela estava com uma pequena sacola na mão com o que parecia ser um único remédio. E ficou parada ali até dizer que não era para e continuar sendo sozinha para não ficar como ela, tendo que ir à farmácia no domingo de manhã para comprar um remédio contra prisão de ventre. (Sim, ela disse isso!) Olhei para ela interrogativamente e ela apontou para meu rosto, me virei rapidamente e olhei minhas olheiras. Eu estava desde a quinta feira na farra. A minha cara estava uma desgraça.

"Cara de quem é sozinha, minha filha. E de quem se sente sozinha." Ela deu um sorriso e foi caminhando devagar, quase se arrastando para a saída da farmácia. E eu fiquei lá, estatelada, pensando na vida. Sim, literalmente pensando na vida. Não tinha vó sozinha e doente para me dar esse tipo de conselho, uma delas eu nem conheci e a outra é casada há cinquenta e cinco anos com meu avô. Suspirei e saí ainda avistando a velhinha andando devagar. Queria ajudá-la mas eu estava enjoada e ia para o lado oposto. Simplesmente continuei andando. Cheguei ao meu prédio, abri o portão e subi pensando em tudo que tinha que preparar para o dia seguinte, para uma amarga e solitária segunda feira de verão.




Rafaela Valverde

quarta-feira, 31 de agosto de 2016

O que tenho feito no cabelo

Imagem da internet
Nunca mais eu falei aqui sobre cabelo. Sinto falta disso e hoje vim falar um pouco sobre o assunto. Há uns dias estou reparando que meu cabelo está maior, cresce a cada dia. Eu cortei em março e lembro que a franja estava bem curta e agora está enorme no meio da cara de novo hehehe. De pensar que quando eu usava a porcaria da amônia meu cabelo não crescia nada.

Ultimamente eu tenho feito pouca coisa nova no cabelo, a grana está pouca e realmente fica um pouco mais complicado. Mas eu sempre estou fazendo alguma coisa baratinha que eu já conheço. Semana passada fiz uma umectação de óleos, usando azeite de oliva extra virgem e um óleo capilar mesmo. Esse procedimento hidrata e nutre os fios, eu gosto bastante do resultado. E é super simples, já que se trata apenas de dividir o cabelo em mechas e ir passando o óleo. Depois lavo normalmente.

Estou sentindo o meu cabelo molhado bem abaixo do ombro e quando está seco eu prendo fica aquele rabo de cavalo grande. Nas fotos também é possível perceber esse crescimento que me deixa super feliz pois em todos os anos que usei química de transformação - quase a minha vida toda - o cabelo chegou no tamanho que é hoje e olhe lá. E olhe que havia cortado em março.

Eu fiz no final de semana uma hidratação de maisena com um bempantol. Essa hidratação  é com um mingauzinho de maisena, junto com uma máscara hidratante de sua preferência e / ou algum óleo ou que você quiser usar. Dessa vez não usei óleo e sim uma colher de bempantol que nutre o cabelo. O resultado como sempre é maciez, hidratação, definição e brilho. Adoro fazer tratamentos caseiros. Tem ainda o gel de linhaça. Todas as receitas eu já ensinei aqui, só estou agora atualizando o que fiz nos últimos dias. Decidi que não vou pintar e nem cortar mais o meu cabelo, vou focar mesmo no crescimento. É isso.



Rafaela Valverde
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...